Diocese de Novo Hamburgo

Episcopado do Rio Grande do Sul se prepara para Assembleia Geral da CNBB

- CNBB SUL 3

Arcebispos e Bispos do Regional Sul 3 da CNBB aguardam o início da 58ª Assembleia Geral dos Bispos do Brasil. O encontro, que este ano será pela primeira vez online, começa na próxima segunda-feira (12) e se estende até o dia 16 de abril.

A Assembleia do episcopado brasileiro é realizada anualmente pela Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB). Esse encontro é sinal e instrumento de colegialidade, do afeto episcopal e da busca de comunhão entre os bispos do país, especialmente no âmbito da sua ação evangelizadora.

Dom Rodolfo Weber

Dom Rodolfo Weber, Arcebispo de Passo Fundo e vice-presidente da CNBB Regional, explica: “a Igreja pede que os bispos dos países se reúnam em Conferências para consolidar a comunhão, a fraternidade, a amizade e promoverem ações pastorais comuns”. Ele destaca que o grande momento anual da CNBB é a Assembleia Geral e, mais que isso, aponta que acredita que o momento “é vital para cada bispo, para a Igreja no Brasil e para toda a Igreja. Mesmo que seja virtual, serão dias especiais”, finaliza dom Rodolfo.

Anualmente participam da assembleia cardeais, arcebispos, bispos diocesanos e auxiliares, coadjutores, além dos bispos eméritos e representantes de organismos e pastorais da Igreja que são convidados. Atualmente, a Igreja Católica no Brasil possui 278 circunscrições eclesiásticas, um total de 475 bispos, dos quais 309 exercendo alguma missão e função de governo, mais 166 bispos eméritos.

Dom Adelar Baruffi

Em 2020, pela primeira vez na história, a realização da Assembleia foi cancelada por conta da pandemia da Covid-19 e das dificuldades com os recursos virtuais. Para este ano, o secretário-geral da entidade, dom Joel Portella Amado esclarece que a entidade optou por fazer a reunião do episcopado de forma on-line após a aquisição das condições técnicas e da experiência em organização de eventos no formato remoto.

O Bispo Diocesano de Cruz Alta, dom Adelar Baruffi, afirma que a experiência gera um certo receio, por ser a primeira vez neste formato. Entretanto, ele acredita que tudo correrá bem, especialmente considerando a organização prévia: “Teremos uma pauta e reuniões. Haverá também os momentos de votação. Será novo, mas cremos, positivamente, que tudo dará certo”, aponta dom Adelar.

Estreia: Dom Adimir Mazali

Durante a assembleia, mais especificamente no dia 15 de abril, dom Adimir Mazali celebra um ano de sua nomeação como Bispo Diocesano de Erexim.

Dom Adimir Mazali

O então pároco da Catedral Nossa Senhora Aparecida em Cascavel, no Paraná, tomou posse na diocese gaúcha no dia 12 de julho do último ano e, por isso, participa em 2020 pela primeira vez de uma Assembleia Geral.

Como bispo a menos de um ano, dom Adimir relata que a pandemia tem tornado a sua missão ainda mais difícil, desde que se tornou bispo de Erexim. “Tudo passou a ser on-line e muitas atividades não aconteceram, inclusive o cursos para os bispos novos”, comenta ele. Por isso o novo bispo salienta que “a expectativa é que a assembleia nos possibilite, apesar de on-line, um maior contato com os irmãos no episcopado, além de nos permitir olhar de forma mais ampla para a nossa missão diante dos desafios da igreja no Brasil. Estou feliz por participar pela primeira vez, mesmo de forma virtual, desta assembleia. Espero fortalecer ainda mais nossa missão”, conclui o bispo de Erexim.

Tema central

O tema central da Assembleia diz respeito ao Pilar da Palavra proposto pelas Diretrizes Gerais da Ação Evangelizadora da Igreja no Brasil (DGAE 2019-2023). Mesmo sem a possibilidade de votação de um documento, será debatido o tema “Casas da Palavra – Animação bíblica da vida e da pastoral nas comunidades eclesiais missionárias”.

Os bispos vão aprofundar ainda cerca de outros 30 assuntos, entre os quais a análise de conjuntura; o Ano Vocacional previsto para 2023; os anos temáticos de São José e Família Amoris Laetitia, convocados pelo Papa Francisco; o Colégio Pio Brasileiro, as Comissões, organismos e Regionais; a criação do Regional Leste 3, as Edições CNBB, o Fundo Nacional de Solidariedade (FNS) e a pandemia do novo coronavírus.

Os bispos também aprovarão, como de costume, mensagens ao Papa Francisco, à Congregação para o Clero e ao povo brasileiro. Durante a assembleia, também serão apresentados os relatórios do presidente e do ecônomo. Esse também será o primeiro encontro do episcopado com a presença do novo núncio apostólico no Brasil, dom Giambattista Diquattro, que terá uma audiência on-line com os participantes.

O arcebispo de Boston, nos Estados Unidos, cardeal Seán Patrick O’Malley, será o pregador de uma manhã de retiro, no dia 15 de abril.